Arquivo da tag: Seguros

Seguros contra Invalidez – Para que servem e como calcular a cobertura ideal?

Não me preocupo com seguro de vida, pois sou solteiro, não tenho filhos e ninguém depende financeiramente de mim, essa história de seguros não é para mim, certo? Depende.

O grande risco para quem se encontra nesta situação não é a vida, pois a perda aos familiares e amigos seria emocional e não financeira.

Então qual o grande risco de uma pessoa nesta situação? Sofrer um acidente ou acontecer uma situação que a deixe com sequelas, inválida, impossibilitada de trabalhar e ter uma renda.

Pelo primeiro parágrafo a impressão que podemos ter é que como ninguém depende dela, não haverá consequências financeiras a ninguém, certo? Mas as contas para essa pessoa manter sua condição atual continuarão a vir: água, luz, alimentação etc, se essa pessoa não conseguir ter uma fonte de renda, de onde virá o dinheiro para que essas contas continuem sendo pagas?

Aí que entra o seguro de Invalidez Permanente ou Parcial por Acidente (IPA). Este é um seguro que cobre acidentes que tenham como consequência as situações citadas acima, desde que estejam dentro do contrato de seguro. Neste tipo de seguro o beneficiário é o próprio segurado, diferente dos seguros de vida onde os beneficiários são outras pessoas.

Entendi este seguro, mas e agora, como calcular a cobertura ideal?

Não temos como prever se os gastos de uma pessoa após um acidente que deixe sequelas importantes vai aumentar ou diminuir, vamos considerar que os gastos permaneçam iguais, a cobertura do seguro deve ser suficiente para que a pessoa tenha os gastos cobertos “para sempre”, ou seja, através de uma renda perpétua.

Para isso divida o valor dos gastos atuais pelo rendimento dos investimentos que possui (eu costumo usar 0,25% mensais já descontados o Imposto de Renda e a inflação) e retire o valor de patrimônio que já possui. Dividi por 0,25% porque teoricamente essa é a rentabilidade líquida mensal dos investimentos da pessoa.

Exemplo: Uma pessoa tem gastos mensais de R$4.000,00 e um patrimônio financeiro de R$35.000,00. A cobertura do IPA deveria ser de R$1.565.000,00 (R$1.600.000,00 – R$35.000,00) para que ela tenha uma certa segurança que os gastos dela não pesariam para outra pessoa e que ela continuaria seguindo sua vida.

Atenção!! Ao contratar um IPA tomem cuidado com a “tabela do açougueiro”, uma tabela de muito mau gosto, onde o valor que será pago ao segurado dependerá de onde foi a lesão. Ex: se perdeu uma mão é um valor, se foi um braço é outro e por aí vai. Se possível busque seguros que não tenham distinção por tipo de lesão.

Abraços!

Lucas Madaleno