Arquivo da tag: Investimentos

Qual a Importância da Declaração de Imposto de Renda?

A partir do dia 02 de Março foi liberado o envio das declarações de ajuste anual de Imposto de Renda (IR) de pessoa física. Desse dia em diante até o final de Abril temos na internet diversos textos sobre como fazer a declaração de IR, quem está isento, como tirar as dúvidas, o que não fazer, quais os prazos etc.

Este texto foge um pouco da parte “braçal” da declaração e vai focar na importância dela para o Planejamento Financeiro de uma pessoa ou família.

leão amigo

O leão pode ser nosso amigo.

A declaração de ajuste anual do imposto de renda é o momento em que o contribuinte pode se acertar com a Receita Federal declarando o que teve de recebimentos tributáveis, ou seja, o que teve de renda no ano anterior e quais seus bens/patrimônio até o último dia do ano anterior, entre outras informações.

Quando feita corretamente essa é a demonstração mais fiel da atual situação financeira e patrimonial de um indivíduo, pois, como foi falado anteriormente, constam todos os ganhos recebidos e também a situação dos bens e aplicações. Caso essa não seja a primeira declaração da pessoa podemos inclusive fazer uma análise ano a ano de como anda o crescimento patrimonial dela, teve um aumento ou diminuição? E a composição agora tem mais investimentos ou mais bens móveis e imóveis?

size_590_pensar-dinheiro

Evite delegar para alguém o preenchimento de sua declaração, pois nesse momento em que nos deparamos com nossos ganhos e gastos muitas reflexões interessantes podem ser feitas. Não raro chego a ver muitos clientes neste momento refletirem sobre: “ganhei tanto dinheiro ano passado e não acumulei quase nada, onde será que gastei esses recursos?” e é esse tipo de pensamento que traz consciência às pessoas para começar a acompanhar seus gastos mais de perto ou repensá-los se não estiverem de acordo com seus objetivos.

Para ajuda-los a definir seus objetivos recomendo a leitura do texto sobre orçamento pessoal.

Abraços!

Lucas Madaleno

LCI – Letra de Crédito Imobiliário

LCI (Letra de Crédito Imobiliário) é um título de crédito lastreado ou garantido por créditos imobiliários ou alienação fiduciária de coisa imóvel. Os recursos captados desta forma são direcionados para financiamentos habitacionais.

Traduzindo o parágrafo anterior, algumas instituições financeiras tem autorização para emitir LCIs usando parte de suas carteiras de créditos imobiliários como garantia para essas emissões e posteriormente oferecer esses investimentos aos seus clientes. Quando um cliente investe em uma LCI ele está emprestando recursos à instituição e esta deverá devolver esses recursos em data acordada no momento do investimento mais uma taxa de juros.

As LCIs são remuneradas por uma porcentagem do CDI acordada no momento do investimento. As LCIs são isentas de tributação (não pagam imposto de renda, IOF etc), ou seja, a remuneração obtida neste investimento é líquida.

As LCIs tem vencimento definido no momento do investimento e o investidor tem poucas chances de poder resgatá-las antes desta data. O mais comum é que a LCI só tenha liquidez (vire dinheiro) no vencimento.

Existe o risco da instituição onde o cliente fez a LCI quebrar, mas esse risco pode ser minimizado caso o valor seja abaixo de R$250.000,00 por CPF e por conglomerado financeiro, pois até este valor o FGC (Fundo Garantidor de Crédito) garante o pagamento do investimento ao cliente.

Este texto não representa de forma alguma uma recomendação do autor para que os leitores invistam em LCIs, este é apenas um texto informativo.

Abraços!

Lucas Madaleno